quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Primeiro dia - Matando a saudade do Brocolino.

Conferimos a previsão do tempo na internet que informou temperaturas de 18 a 21 graus. Desta vez não foi necessário roupas do tipo "astronalta" para a Mel... Usamos a mesma mala rosa de sempre (já com a alça colada com superbonder).

Apesar de levarmos bem menos roupas (nesta fase ela tem se sujado menos) as roupas são mais volumosas e ocuparam a mala toda! O estilo cabola (camiseta manga longa básica ou segunda pele + blusa de lã leve + casaco pesado) é o melhor e ideal para esta temperatura onde o dia começa frio, esquenta e depois esfria de novo...

E lá se foi novamente o carrinho "que ia ser colocado fora" e até hoje é o preferido para passeios. Já a cadeira de comer tem ficado em casa... Apesar de normalmente serem mais inseguras e não possuirem cinto de segurança, já temos usados as cadeirinhas padrão dos restaurantes.

No kit de primeiros socorros: dvd portátil, bico e remédios em geral.

Na mala de mão da Mel, os itens acima +: suco em caixinha com canudo, mamadeira limpa, pacote de bolacha maria, fralda, lenços de papel descartáveis, kit troca: lenço umedecido, pomada para assaduras, trocador plástico, fralda; babador plástico, roupa limpa, sapato reserva, brinquedo.

Chegamos e fomos dar uma passeada nas galerias Pacífico. Descobrimos o playground deles, ótimo com mesinhas para desenhar e brinquedos. De grátis! Só é preciso que um responsável acompanhe a criança.
Leia mais: http://www.progaleriaspacifico.com.ar/




Tia Sandra e Mel no chafariz das Galerias Pacífico

A noite fomos matar a saudade do Brocolino!




                                                  Mel comendo purê de batatas com filé.


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Compras

No outro dia fomos as compras nos outlets. Descendo do táxi na Av. Córdoba esquina com Av. Raúl Scalabrini Ortiz dá para seguir a pé para as principais lojas. Nike, La Martina, Levis, Puma e outras marcas argentinas...









Depois de passarmos a manhã caminhando de loja em loja, paramos para almoçar no Malvón (Calle Serrano, esquina com Aguirre, Villa Crespo ) - bom, bonito e barato - além de ter uma decoração muito charmosa...

Vovó Rosâni na entrada do Malvón.

O suco de limão é uma ótima pedida, nada mais simples e gostoso!

Salada com queijo Brie.

Menu kids - massa com queijo cheddar.



Nos fundos um jardim aconchegante.

Depois de uma parada no Hotel fomos para Puerto Madero e jantamos no La Parolaccia, preços não tão acessíveis para apreciar um visual deslumbrante do Rio da Prata e uma comida maravilhosa.













quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Buenos aires - os pequenos crescem, os passaportes vencem... nem vimos o tempo passar!

E lá vamos fomos nós mais uns dias para Buenos Aires...

Um dia antes de viajarmos, tivemos um dia horrível e cansativo... Recebemos uma ligação nervosa do vô João que estava em casa preparando os documentos da nossa viagem... Ele tinha percebido que o passaporte da Mel estava vencido!

Feito em março do ano passado ele havia vencido em fevereiro! Já comentei que estes passaportes de crianças tem validade de 1ano em função da mudanças de fisionomia. Enfim, com toda essa correria, quem tem criança sabe... 1 ano passou e nem percebemos.

Estávamos quase convencidos que perderíamos o dinheiro gasto, não iríamos viajar e os avós iriam surtar com a ausência da Mel...

Nos ocorreu a idéia de deixarmos o passaporte de lado e tentarmos fazer uma carteira de identidade para a Mel, já que para viajar para a Argentina basta um documento com foto. Por um milagre e com muita lábia sorte, conseguimos fazer o documento em tempo recorde.


Até a Mel conseguiu sair esquisita na identidade!

A hora da rede!

Decidimos colocar a rede aqui em casa quando a Mel aprendeu a subir no sofá... Acreditamos que este foi o sinal de que ela estava pronta para se aventurar a escalar qualquer outra coisa! Acho que ela estava com 1 ano e 5 meses...

                                       
                                                            Papai acompanhando a montagem.

Mais um enfeite para o nosso apê a prova de crianças! Contratamos o serviço da Redes Gaúcha e aqui estou eu para indicá-lo, sinal de que deu tudo certinho.



quarta-feira, 18 de maio de 2011

Artes da Melanie


"Desde cedo é que se aprende a curtir as melhores coisas da vida e pintar é uma delas. A Pintura ajuda a coordenação motora, estimula a inteligência, coloca a criança em contato com suas habilidades e dificuldades, desperta a imaginação e a criatividade.
Quando você me vir até meus cotovelos na pintura, entenda, eu estou aprendendo enquanto brinco. Eu estou me expressando e sendo criativa. Algum dia eu posso ser um artista ou um inventor.
Tudo o que se aprende é válido para a vida. Descobrir coisas novas é estimulante, é precioso."

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Buenos Aires - Day4 - Adiós!

No nosso último dia acordamos tarde e pegamos um táxi para o bairro Recoleta. Depois de uma caminhada paramos para almoçar no Lola, site.






Para a Mel, frango com purê de batatas e de moranga.







Depois do almoço seguimos nosso passeio pelo bairro e fomos até a feira de artesãos da Recoleta ou Feria de Plaza Francia que acontece todos os sábados e domingos das 11 as 20h. O vô Marne e a vó Rosâni compraram as tradicionais toucas peruanas coloridas e já sairam protegendo as orelhas.


Mais uma pernada e chegamos ao cemitério famoso por seus gatos e o túmulo de Evita Péron. No meio do caminho uma parada musical.


video





A noite, finalizamos esta viagem com chave de ouro, comendo no Palácio de la papa frita, site.

Vô João pronto para o sacrifício!


As famosas papas fritas.

E um molhinho de Chimichurri maravilhoso.









quarta-feira, 27 de abril de 2011

Buenos Aires - Day3

Ficamos hospedados no NH Florida, e no café da manhã aproveitávamos para pedir uma água quente nas mamadeiras da Mel. Olha a embalagem que eles faziam!


Depois do café saímos para um passeio pela Calle Florida, um avenida só de pedestres onde predominam as lojas de lãs, couros e peles com preços muito atrativos.







 De lá pegamos um táxi e em 15 minutos chegamos no Bairro San Telmo. Conhecido como bairro boêmio da cidade de Buenos Aires, San Telmo possui cafeterias e antiquários tradicionais. Vale a pena visitar a feira de antiguidades que acontece todo os domingos. Desta vez não deu tempo de passar... Fomos direto almoçar num restaurante italiano ótimo, o Campo Del Fiore.









Depois de toda esta comilança faltava ir tomar um café em uma das livrarias mais bonitas do mundo: El Ateneo. Novamente pegamos um táxi. Vale lembrar que é bom deixar dinheiro trocado para o táxi, já que os taxistas argentinos são famosos por passarem notas falsas para os turistas.


Instalada dentro de uma antiga casa de espetáculos, o Teatro Grand Splendid, a livraria manteve as varandas tradicionais, antes utilizadas como camarotes, a as transformou em salas de leitura. No palco, no centro do teatro, um café cheio de mesinhas charmosas, no subsolo: cds, dvds e artigos infantis.




A noite repetimos a dose no Brocollino.